NOTÍCIAS

Governo do Estado garante conservação da PR-151 após fim do pedágio

03/03/2022

Da assessoria

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) está realizando serviços de remendos superficiais no pavimento, roçada, limpeza da faixa de domínio e da sinalização vertical na PR-151, entre Ponta Grossa e Sengés, na região dos Campos Gerais. O trecho de 227,45 quilômetros passa também pelos municípios de Carambeí, Castro, Piraí do Sul e Jaguariaíva, tendo voltado a ser administrado pelo DER/PR após o fim dos pedágios do Anel de Integração em novembro passado.

“Em dezembro já havíamos assinado a ordem de serviço deste novo contrato de conservação, autorizando as empresas a se organizarem e a entrarem nos trechos para verificar todos os serviços que seriam necessários imediatamente. Agora já temos múltiplas frentes de trabalho atuando, garantindo a segurança e conforto dos nossos condutores e pedestres”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

Estão sendo atendidos, no mesmo contrato, trecho da PR-427 entre Porto Amazonas e a BR-277, e trecho da PR-438 entre Teixeira Soares e a BR-277, passando também por Fernandes Pinheiro. O investimento é de R$ 29.968.363,94, contemplando ao todo 306,48 quilômetros de rodovias estaduais da superintendência regional dos Campos Gerais do DER/PR pelo período de dois anos.

Os serviços de conservação do pavimento incluem remendos superficiais e profundos, reperfilagem e microrrevestimento. Já nos serviços de conservação da faixa de domínio, será realizado o controle da vegetação próxima ao pavimento, limpeza e recomposição de elementos de drenagem, e limpeza e recomposição da sinalização e de dispositivos de segurança viária.

“Estes trechos foram entregues em condições boas a regulares, mas no caso da PR-151, o principal corredor logístico da malha estadual nos Campos Gerais, o desgaste do pavimento é inevitável pela grande presença de veículos, principalmente do tráfego de longa distância”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti. “Também é muito importante manter a faixa de domínio em boas condições, com serviços rotineiros como a roçada, sem a qual ficam prejudicadas a sinalização vertical e a própria visibilidade da pista”.

O contrato vai atender ainda trechos da PRC-373 em Ponta Grossa, PR-090 em Piraí do Sul, e da PR-239 em Sengés.

ANEL – O DER/PR licitou e contratou no final do ano passado a conservação de todas as rodovias estaduais antes contempladas no anel de integração, um investimento de R$ 93.491.447,26 dividido em cinco lotes, de acordo com as suas superintendências regionais.

Como há perspectiva de lançamento do novo programa de concessões rodoviárias do governo federal este ano, o valor executado pode ficar abaixo do total, devido à supressão dos serviços. Para estes casos, está prevista inclusive a possibilidade de rescisão contratual, sem penalidades para as partes envolvidas.

Estão contemplados 964,52 quilômetros de rodovias, incluindo pistas simples e duplicadas:

Lote 1 – Região Metropolitana de Curitiba e Litoral: 153,75 quilômetros

Lote 2 – Campos Gerais: 306,48 quilômetros

Lote 3 – Norte: 230,29 quilômetros

Lote 4 – Noroeste: 200,99 quilômetros

Lote 5 – Oeste: 73,01 quilômetros

FEDERAIS – Com o término das concessões rodoviárias em de novembro de 2021, a responsabilidade das rodovias federais (BRs) retornou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) cabendo ao mesmo a manutenção e conservação destas rodovias e suas faixas de domínio.