NOTÍCIAS

Prefeitura lança projeto \"Descarte Consciente\"

04/07/2018

Da assessoria.

A Prefeitura de Castro, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, lançou nesta sexta-feira (29) o projeto "Descarte Consciente" para alertar a população sobre o uso racional de medicamentos e seu descarte em locais corretos. O evento foi realizado no auditório da Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com a farmacêutica Katia Morsink Loman, do Núcleo de Apoio ao Saúde da Família (NASF), o descarte correto evita intoxicação acidental e ainda que os medicamentos que já não têm mais utilidade sejam jogados em vasos, pias, ralos e no lixo comum ou reciclado, poluindo o meio ambiente. "É importante que o descarte desse material seja feito em local correto, pois é considerado lixo hospitalar e deve ser incinerado", explica.

Katia destaca que os medicamentos que estiverem fora do prazo de validade ou em desuso devem ser entregues em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS) e nas farmácias municipais para serem encaminhados ao aterro sanitário para incineração.

O trabalho de conscientização será feito por meio dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Endemia que vão entregar material com orientação para os munícipes. A Secretaria de Educação também é parceira no projeto e o material será distribuído nas escolas. "Faremos uma campanha permanente com a distribuição de folders em diversos locais e divulgação nos meios de comunicação e redes sociais", disse Kátia.

O NASF também fará um levantamento do descarte de medicamentos para elaborar ações nas unidades de saúde com o objetivo de incentivar o uso racional de medicamentos.

 

Riscos

Além de causar intoxicação se forem consumidos incorretamente, medicamentos contêm substâncias químicas que contaminam o solo e a água quando descartados de forma errada. Um quilo de medicamentos pode contaminar 450 litros de água. Além disso, guardar medicamentos em casa ao alcance das crianças pode causar acidentes graves.

A forma correta de descartar é retirar cartelas, frascos ou tubos das embalagens, acondicionar em sacola plástica e levar a uma unidade de coleta. A bula e a caixa dos medicamentos devem ser rasgadas e jogadas no lixo reciclado.